segunda-feira, 30 de setembro de 2013

O Reflexo de Si Mesmo

Uma mãe e um filho adolescente moravam juntos, mas não se davam bem. Viviam brigando pelos menores motivos. A mãe dizia que o filho era preguiçoso, não queria estudar, e não fazia nada direito. O filho acusava a mãe de ser ausente e de várias outras coisas. Com o tempo as brigas foram se intensificando cada vez mais, até que estava se tornando quase insuportável a convivência de ambos. O filho ofendia a mãe, e a mãe, nervosa, acabava também por ofende-lo, e ambos chegavam a ficar dias sem se falar.

A mãe começou a sentir-se cada vez pior. Sentia uma angústia imensa tomando conta de si. Cogitou enviar o filho para ser criado com a irmã, mas sentiu que isso não daria certo. Após uma semana de longas e profundas brigas, a mãe fez uma fervorosa oração pedindo a Deus que lhe desse uma explicação sobre a razão de tantas brigas. “Senhor, me diga, por que não consigo conviver bem com meu filho?” falou em oração.



Era noite, a mãe resolveu deitar-se, pois teria um dia de trabalho bastante árduo assim que acordasse. Quando o sol estava começando a nascer, meia hora antes de acordar para ir ao trabalho, sentiu-se leve e começou a sonhar. Estava no meio de um campo de trigo imenso, e subitamente apareceu um anjo luminoso que se aproximava dela.




- Por favor, venha comigo. Quero mostrar-lhe algo relacionado ao seu filho, disse o anjo.




A mãe, entendendo que Deus havia captado suas súplicas, não pensou duas vezes e foi junto com o anjo.




Chegaram num local meio escuro e pesado. Havia um espelho bem bonito e grande no centro.




- Veja sua imagem neste espelho, disse o anjo.




A mulher aproximou-se do espelho, esperando ver sua própria imagem refletida, mas viu a imagem de seu filho no lugar. Tomou um grande susto e derramou muitas lágrimas. Então perguntou ao anjo:




- Mas o que isso significa? Por que estou vendo a imagem do meu filho refletida neste espelho, ao invés de minha própria imagem? Perguntou.




O anjo respondeu:




- Essa é a resposta para as brigas e confusões entre você e seu filho. Vocês são muito parecidos em tendências e comportamentos, e seus defeitos são quase os mesmos. Quando você briga com seu filho, está vendo nele o próprio reflexo de todos os defeitos que você procura ocultar de si mesma. O mesmo ocorre com ele. Um é o reflexo do outro, vocês compartilham de quase os mesmos defeitos e os dois atacam-se pelo defeito que ambos possuem. Mas Deus, em sua infinita sabedoria, colocou duas pessoas tão semelhantes juntas, para que pudessem, em parceira, ver a si mesmas uma na outra, e dessa forma, reconhecerem seus defeitos e ajudarem-se mutuamente a resolver suas principais imperfeições. Não brigue com seu filho pelas mesmas deficiências e falhas que guardas em teu interior. Resolva tuas más inclinações, as brigas cessarão e vocês poderão voltar a viver em paz.



Autor: Hugo Lapa (Terapia de Vidas Passadas)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos