segunda-feira, 23 de setembro de 2013

O que me move...


Eu não sou tão forte quanto previa, nem tão fraca como eu temia.

Não tenho o passo rápido como eu gostaria, nem paraliso como poderia.
Aprendi a me equilibrar nos extremos.
Se eu não tenho o direito de escolher todos os acontecimentos, me posiciono de acordo com os fatos.
No final, o que me move não é o forte o suficiente para me derrubar, mas é intenso o bastante para me fazer ir além.

Fernanda Gaona.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos