quinta-feira, 14 de julho de 2011

Refletindo com Charles Chaplin

Chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos.
Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.


2 comentários:

  1. Célia, adorei seu blog!!
    Ele representa bem vc.
    Uma pessoa de fé, amiga e sensível.
    Adorei esse texto do Charles Chaplin, me identifiquei muito.
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Que bom que vc gostou Cori! Obrigada pelas palavras e pelo carinho.
    Esse texo é realmente maravilhoso, Charles Chaplin nos deixou coisas lindas!
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos