terça-feira, 23 de agosto de 2011

Me reencontrando.


Aos poucos o coração se acalma, a alma relaxa e a mente descansa...
É preciso darmos muitas vezes um tempo para nós mesmos, esperar a poeira abaixar, a raiva cessar, a mágoa abrandar. Costumo dizer que a raiva é uma pessima conselheira, pois se ouvirmos seus conselhos para agir, com certeza acabaremos por nos arrepender. Então é preciso respirar, contar até 10, até 100 e muitas vezes até 1000! Mas não vale à pena... não vale à pena entrar em parafuso, arrancar os cabelos, cultivar maus pensamentos. O melhor mesmo é esperar, fechar os olhos, encontrar forças para seguir. De preferência nos mantermos quietos por um tempinho só nosso, para refazer nosso equilíbrio e acendermos nossa luz interior. Ah sim, nossa luz deve brilhar sempre, nada de escuridão! Nada de deixar que outros teimem em querer apagar nosso brilho, precisamos brilhar e muito, para iluminar nossos caminhos, nossa vida e também daqueles que nos rodeiam. Assim, voltaremos a nos equilibrar, voltaremos a nos sentir fortes e capazes de seguir em frente, na certeza de que algo muito bom nos espera  logo à frente. O que precisamos é ter em mente nossos valores, nossos objetivos e a plena certeza de que nossa força está bem ali, dentro de cada um e basta apenas mergulhar um pouquinho mais fundo nos nossos sentimentos mais nobres e ela ressurgirá, intacta, cheia de luz e pronta para nos levar onde quisermos ir. Depende de mim. Depende de você.

Célia Cristina Prado

2 comentários:

  1. Muito sábias estas palavras... nos acalmarmos, buscarmos o equilíbrio é fundamental, evita aborrecimentos e arrependimentos...e nos faz bem a alma...ao coração...
    Lindo aqui...já estou seguindo...
    Beijos
    Valéria

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Valeria, será sempre bem vinda!

    ResponderExcluir

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos