terça-feira, 29 de outubro de 2013

A Mão de Deus Teceu


Não sou rica, mas sou risonha.
Os sonho tem leveza e guarida
Onde minha alma vive e sonha,
No aconchego dos sonhos da vida.


Não perco tempo no precipício.
Alimento meus sonhos e ideais
Porém não o faço em desperdício
O sonhar que a vida ainda me traz.


Entre o bem que na vida joeirei
E todo o bem que na vida eu fiz,
Fracamente tenho duvidas, nem sei...
Qual deles me deixou mais feliz.


Sonhos são harmonia e ternura,
Sendo um dom somente meu.
Esvoaçantes, em nova partitura,
Que a santa mão de Deus teceu...


Efigênia Coutinho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos