segunda-feira, 27 de maio de 2013

Que eu...

"Que eu seja capaz de perceber, que Deus me dá todos os dias, um milhão de motivos para continuar acreditando. Que eu não permita que o medo da solidão seja maior que o medo da infelicidade, porque presença nem sempre significa companhia e existem tantas boas maneiras de se seguir em frente. Que eu possa manter a minha verdade e a minha paz a salvo de todo e qualquer temor. Que eu seja capaz de me amar e de me proteger de tudo aquilo e aqueles que me fazem mal. Que eu saiba perceber quem merece ficar e quem deve partir da minha vida e que -  sobretudo - eu tenha coragem o suficiente para fazê-lo. Que eu aproveite e receba o hoje, como um presente irrecusável, inadiável e urgente que é. 

Que eu consiga me expressar sem ofender. Que eu não perca uma oportunidade de fazer o bem, principalmente e, sobretudo se for a mim mesma. Que eu não magoe e fira a ninguém, mas caso venha a fazê-lo, que eu tenha a dignidade de pedir perdão. Que ao reconhecer meus erros, eu seja capaz de me perdoar. Que eu seja tolerante com os meus defeitos e limitações, e que eu possa sempre me enxergar como um ser humano passível de falhas como todos os outros. Que eu não leve a vida tão a sério, que eu não me leve tão a sério e que eu me consinta ser feliz. Que eu torne as coisas fáceis e melhores sempre que possível. E, que eu nunca me permita perder a fé em Deus, na vida, nas pessoas e, sobretudo, em mim mesma.  

Gabriela Castro

Um comentário:

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos