quinta-feira, 11 de julho de 2013

Poderosa




"Houve uma época em que lastimava as dores e os dissabores.
Reclamava das ventanias que volta e meia insistiam em emaranhar meus cabelos e as idéias. 
Hoje agradeço toda desordem e desconstrução. 
Tenho me levantado cada dia mais mulher, mais forte, mais centrada. 
Sei bem o que quero e o que não quero. Pelo que lutar e o que ceder. 
Por quem manter apreço ou desdém.
Aprendi a me levantar depois de cada queda e da maneira mais bonita. 
A gente só cresce quando aprende a cair, assumir o próprio tombo e manter a cabeça erguida. 
E no mais tenho me mantido astuta. Poderosa. Pronta. Intangível."

Virgínia Mello

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos