domingo, 20 de março de 2011

OUTONO

"  OUTONO"

As folhas caem e
lentamente a paisagem vai se transformando.
Os dias já não são tão longos,
e o vento começa a soprar gelado,
fazendo esvoaçar os cabelos, rosar a pele e gelar as mãos.
O ar torna-se frio...
As várias cores e luzes do verão, dão lugar a uma paisagem amarelada,
como se fossem banhadas no ouro.
As pessoas andam apressadas, elegantes em seus casacos,
preparando-se para o verdadeiro frio
que em breve virá.
Logo as árvores estarão nuas, secas, como se estivessem sem vida...
porém estarão adormecidas, preparando-se para a renovação e renascimento.
Começa o prazer das bebidas e pratos quentes,
e da gostosa sensação que temos ao chegar em nossos lares,
com seu conforto e aconchego.
Esse é o outono, época de transformação, mudanças.
De cores diferentes, de folhas ao vento. Do quente para o frio, do dia para a noite.
Outono de belas paisagens douradas tão valiosas quanto o ouro.
Transformação, meditação, reflexão... também nossa. Hora de parar, analisar e seguir adiante, com renovadas e brilhantes energias.

By: Célia Cristina Prado 

2 comentários:

  1. Linda a sua poesia. Parabéns. Estou te seguindo e estarei sempre por aqui. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Virgínia!
    Fico feliz que tenha gostado e principalmente por contar com você por aqui! Seja bem vinda!
    Bjs

    ResponderExcluir

Olá! Agradeço imensamente sua visita e seu comentário, são realmente muito importantes para mim. Seja sempre bem vindo! Beijinhos